quarta-feira, 2 de abril de 2008

Dias horríveis!

Hoje (quase) tudo foi mau!
É o desassossego que me crias porque o nosso amor anda à deriva, cheio de medos e incertezas, cheio de solidão e afastamento. Cheio de dois corações fechados à defesa.
Não tenho dormido muito. Não consigo. São os parvalhões dos vizinhos de cima a arrastar o que quer que seja às duas da manhã (um dia destes..). Sou eu que simplesmente acordo agitada... assustada.
Não tenho comido, nem muito, nem bem. Odeio estas datas em só se come comida da boa, porque come-se, come-se, come-se, até enche uns quantos dias assim de seguida, porque sobra sempre a doçaria e é "pecado" deixar estragar. Nos últimos 5 meses, com toda a desilusão da vida ganhei uns 3-4 quilos e odeio isso. Nunca fui grande fã do meu corpo, mas quando tive que comprar "as minhas calças cú 38", passei-me. Estou desanimada. Já te disse que este ano vou envergar fato de banho calção, não há cá naturismo para mim que me sinto balofa. Amanhã regresso ao ginásio mas já sabes como sou, sem paciência, e desistente com muita facilidade.
Hoje quase me perdi; não no sentido de se perder num caminho, se bem que isso também acabou por acontecer, mas perdi-me do meu corpo e da minha alma.
A manhã não começou bem porque como não durmo ligo dois despertadores com meia hora de diferença. O problema nessa meia hora é que é quando devia estar a sair de casa e não a levantar-me. Vale-me que não sou de cremes e pinturas e roupas produzidas (também já desisti disso), senão o atraso não era de 5 minutos...
Cheguei atrasada, a chefe marcou o ponto.
Não passei o turno no papel porque não me apeteceu. Péssima ideia! Desorganizei-me logo.
O Sr. AM tinha falecido às 6:45. Ainda lá estava o corpo. 95 anos de sabedoria, um linfoma e uma semana de dopamina porque as hipotensões não cediam (se calhar não era para ceder não???).
Comi qualquer coisa porque só tinha bebido um iogurte no carro no meio do trânsito do IC19.
Calhou-me a enfermaria das mulheres. Bolas! São horríveis. Muitas! Chatas! Mulheres! Tenho estado sempre com os homens e até já tenho uma relação de empatia com eles... Que treta! Terapêutica do pequeno-almoço... a porcaria do carro não foi reposto outra vez! Assim não dá! Reclamação à chefe! Já não me deve poder ouvir!
A L, um amor, dá-me os banhos.
A D. I (caso social porque a filha não a quer levar para casa e ela não quer ir para casa da nora), não quer fazer levante e começa aos berros a chamar pela enfermeira e eu à frente dela. Não sou tolerante com histerismos! Depois de um berro meu, lá se calou. (Sim, enfermeira de merda que sou!).
A D. A com taquicárdia, vai de bólus de amiodarona, monitorização e perfusão a seguir e como a Sra Dra tem medo que entre em paragem (mas "não é para fazer nada"), quer que seja deitada novamente no leito.
Várias tentativas para avisar a família do Sr AM sem sucesso.
Não me sinto bem. Sinto-me fraca e não consigo escrever. Tenho as mãos a tremer.
TA 120/88. Normal? Não! Elevada porque o normal é nos 90/50!
Dei um banho com a L à doente infectada que é do R mas como ele é um encosta... nem olhou para ela e depois na passagem de turno andei eu a passar o que ele não passou!
Chega a filha do Sr AM e interpela-me no corredor. O meu pai não está ali! Não me diga que morreu! Bolas não é suposto ser eu a dar estas notícias! Venha comigo. Toco-lhe ao de leve no ombro. Já percebeu! "O seu pai piorou durante a noite e veio a falecer de madrugada. Fizemos várias tentativas de contacto para o número que nos disponibilizaram mas ninguém atendeu." Descanso e desilusão porque queria ter estado presente. Acalmei-a. Felicitei-a pelos bons cuidados que tinha prestado até então. Disponibilizei-me.
Terapêutica do almoço. Comecei. Com tonturas e sem força. Chamam por mim: S anda! Doente em paragem na sala dos homens. 83 anos, neo gástrica disseminada. Já ia tudo com o carro de urgência. Eu, elemento mais velho no momento falo com o médico assistente e pergunto o que quer, ele diz que não reanima e eu mando-lhes um berro a todas as que já se estavam a stressar para parar. Mais de meia hora para terem a certeza!
De volta à medicação. Carro sem coisas. Este isto, aquele aquilo... Blá, blá, blá.
Encontro a esposa do Sr JS. Neo do pâncreas metastizado. Voltou alguns dias depois da alta. Estado geral muito piorado. Hoje... vigil, mas... A mulher muito chorosa. "O J hoje não está bem." "Como acha que ele está?" "Não está bem." "O que espera que aconteça?" "O que acha que vai acontecer?" "O que tem dito a médica?" " Que está mal!" "Sabe que a situação pode piorar mas como tem visto o Sr J está traquilo e sem sinais de sofrimento" "Mas eu estou a sofrer tanto"
Acabo a medicação 2 horas depois de iniciar. Ainda me sinto mal.
TA 144/88. A subir... Merda!
Passo o turno.
Escrevo notas fora de horas.
Falo com a chefe sobre tudo e nada.
Ouvimos gritos de choro.
O Sr J faleceu. Com a família.
Estão à entrada do serviço. Tenho que passar por lá para sair. Bolas! Porque falei com ela?
Mal me vê "você bem sabia que ele morria!". Só lhe consigo dizer "Conversei consigo hoje como poderia ter conversado noutro dia qualquer!" "O mais importante é que ele morreu em paz e acompanhado dos que mais o amavam e sei que isso também é importante para si"
Entro no carro com as lágrimas presas na garganta. Hoje não respiro.
Dizes-me para ir à praia. São quase 18 horas. Bolas o meu horário de saída é às 16!
Saio. Perco-me no caminho que quero seguir.
Ainda não almocei.
Desisto.
19 horas ainda no trânsito.
Oiço-te na minha cabeça "vai à praia"
E vou.
Sento-me. Como.
Água, terra, mar e fogo.
Finalmente sinto-me a respirar.
Um pouco de paz.
O Sol esperou por mim.
Sinto-me melhor.
Agora aqui, à espera que me ligues a contar como foi a tua primeira aula de yoga. Pelo sms pareces-me apaziguado. Foste tocar guitarra.
Precisei falar-te de hoje assim, apesar dos sms do dia.
Estamos quase a fugir daqui.
Ainda estão as lágrimas presas mas já não há mal estar físico.
Espero-te.
Com medo.
Com tristeza.
Com a sensação de um dia terrível.
Sabendo que não fui uma boa enfermeira, porque não estou preparada. Porque preciso de uma cama de hospital. EU!

11 comentários:

Lifepassenger disse...

Bem, carambas, o dia foi cheio de tudo um pouco. E apesar de tudo achas-te a tua paz, a tua praia.

Dizes que não foste boa Enfermeira porquê? Porque não fizeste as coisas no tempo certo? As notas, mas paras-te para falar com a familia, o doente. Bem... Tives-te um mau dia.. quem não o têm!

Abraço forte

Wireless disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Wireless, I hope you enjoy. The address is http://wireless-brasil.blogspot.com. A hug.

Ana Patricia Ataide disse...

Bolas que dia .....
Eu acho que não deves pensar que foste má enfermeira mas não o acho .
É uma vida m que andam sempre com tudo à flor da pele e onde temos que lidar com situações complicadas.
Um bem haja para ti e para a força que tens.
Um abraço e um beijo grande.
Ana

filipa disse...

Tudo o k comprovaste pelo texto k li, nunca deixaste de ser boa enfermeira, são as pekenas coisas k contam e não as grds (akelas k têm impacto para os chefes, mas as k tem impacto para os doentes). Tiveste um dia deveras dificil, e mmo nao estando bem fisica e psicologicamente conseguiste fazer com que isso não influenciasse o teu trabalho. Não te deves massacrar, deves levantar o animo, pois realmente és boa enfermeira.

bjinho com mta força e coragem

FM (leitora assídua do teu blogue e enfª)

Lifepassenger disse...

O Blog Cogitare em Enfermagem encerra hoje portas e abre um novo capitulo, ou seja um NOVO Blog que o convido a ver, comentar e participar.

Neste novo espaço teremos agora uma nova rubrica que será assegurada por comentadores externos que iremos convidar para que assegurem a sua opinião sobre determinados assuntos que todos queremos ver esclarecidos.

Em destaque Temos o artigo de Opinião da autoria da Enfermeira Lucília Nunes, sendo já certo que mais e de diversos autores se seguirão preferencialmente um por mês, no entanto se assim for possível ou necessário, colocaremos mais artigos de forma mais frequente.

Estendemos a passadeira Vermelha para que nos possam visitar no novo Espaço agora criado e cujo nome será:COGITARE EM SAUDE.

Pediamos era para actualizar o Link para o novo blog.

Abraços e bom fim de semana

Pifo disse...

bem...
vim aqui parar por acaso e logo com um texto deste calibre.

está muito bom, apesar de retratar um dia muito mau. sei a sensação, se bem que noutro universo.

voltarei, esperando encontrar um dia mais animado!

盧廣仲vicent disse...

AV,無碼,a片免費看,自拍貼圖,伊莉,微風論壇,成人聊天室,成人電影,成人文學,成人貼圖區,成人網站,一葉情貼圖片區,色情漫畫,言情小說,情色論壇,臺灣情色網,色情影片,色情,成人影城,080視訊聊天室,a片,A漫,h漫,麗的色遊戲,同志色教館,AV女優,SEX,咆哮小老鼠,85cc免費影片,正妹牆,ut聊天室,豆豆聊天室,聊天室,情色小說,aio,成人,微風成人,做愛,成人貼圖,18成人,嘟嘟成人網,aio交友愛情館,情色文學,色情小說,色情網站,情色,A片下載,嘟嘟情人色網,成人影片,成人圖片,成人文章,成人小說,成人漫畫,視訊聊天室,性愛,a片,AV女優,聊天室,情色

I LOVE YOU disse...

AV,無碼,a片免費看,自拍貼圖,伊莉,微風論壇,成人聊天室,成人電影,成人文學,成人貼圖區,成人網站,一葉情貼圖片區,色情漫畫,言情小說,情色論壇,臺灣情色網,色情影片,色情,成人影城,080視訊聊天室,a片,A漫,h漫,麗的色遊戲,同志色教館,AV女優,SEX,咆哮小老鼠,85cc免費影片,正妹牆,ut聊天室,豆豆聊天室,聊天室,情色小說,aio,成人,微風成人,做愛,成人貼圖,18成人,嘟嘟成人網,aio交友愛情館,情色文學,色情小說,色情網站,情色,A片下載,嘟嘟情人色網,成人影片,成人圖片,成人文章,成人小說,成人漫畫,視訊聊天室,a片,AV女優,聊天室,情色,性愛

李小龍Paul disse...

That's actually really cool!亂倫,戀愛ING,免費視訊聊天,視訊聊天,成人短片,美女交友,美女遊戲,18禁,
三級片,後宮電影院,85cc,免費影片,線上遊戲,色情遊戲,日本a片,美女,成人圖片區,avdvd,色情遊戲,情色貼圖,女優,偷拍,情色視訊,愛情小說,85cc成人片,成人貼圖站,成人論壇,080聊天室,080苗栗人聊天室,免費a片,視訊美女,視訊做愛,免費視訊,伊莉討論區,sogo論壇,台灣論壇,plus論壇,維克斯論壇,情色論壇,性感影片,正妹,走光,色遊戲,情色自拍,kk俱樂部,好玩遊戲,免費遊戲,貼圖區,好玩遊戲區,中部人聊天室,情色視訊聊天室,聊天室ut,成人遊戲,免費成人影片,成人光碟,情色遊戲,情色a片,情色網,成人圖片區

Miss jane disse...

走光,色遊戲,情色自拍,kk俱樂部,好玩遊戲,免費遊戲,貼圖區,好玩遊戲區,中部人聊天室,情色視訊聊天室,聊天室ut,成人遊戲,免費成人影片,成人光碟,情色遊戲,情色a片,情色網,性愛自拍,美女寫真,亂倫,戀愛ING,免費視訊聊天,視訊聊天,成人短片,美女交友,美女遊戲,18禁,三級片,自拍,後宮電影院,85cc,免費影片,線上遊戲,色情遊戲,日本a片,美女,成人圖片區,avdvd,色情遊戲,情色貼圖,女優,偷拍,情色視訊,愛情小說,85cc成人片,成人貼圖站,成人論壇,080聊天室,080苗栗人聊天室,免費a片,視訊美女,視訊做愛,免費視訊,伊莉討論區,sogo論壇,台灣論壇,plus論壇,維克斯論壇,聊天室

be disse...

夢世界,
華麗幻想,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗幻想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗幻想,
夢世界,