sexta-feira, 23 de abril de 2010

Resposta ao J.

Como não deixou link quero agradecer o comentário que me deixou relativamente ao meu post sobre alunos de enfermagem.
Pode não parecer mas a aprendizagem da minha aluna é importante para mim porque o meu desempenho será avaliado para o resto da vida dela, porque o que eu lhe transmitir hoje um dia pode ou não salvar-me.
Recordo-me todos os dias o que era ser aluna (até porque não foi assim há tanto tempo) e por isso mesmo acho estranha esta fixação pelo número e não pela qualidade. Ainda hoje tive oportunidade de comentar esta situação com uma das minhas melhores amigas que também é enfermeira e que também orienta alunos do 4ºano e ela diz-me que sente alguns dos meus problemas.
Gostava de saber o que quer ela porque ainda não descobri o que é que ela gosta (e sim já lhe perguntei - nem ela sabe). Gostava de apoiá-la no seu potencial e não passar o resto do estágio a descobrir os "podres" dela. Não aceitei o desafio para ser o carrasco de ninguém mas...falamos de vidas...é demasiado importante para o "ser-se bom" ser suficiente.
Conheço muitos insuficientes, há dias em que eu também o sou mas até nesses dias faço para não o ser...é demais pedir que ela queira o mesmo?
Venham lá os comentários!

3 comentários:

j. disse...

bem, que dizer?..a mim parece-me (e desculpe a franqueza), que dá até demasiada importância à aprendizagem da sua aluna..mesmo sendo o ultimo estagio, a aprendizagem não acaba aqui e agora, continua ao longo de toda a vida profissional, e como bem sabe, melhor que eu até, é que não é pelo facto de termos a licença na mão a partir de Julho que ja somos "prós".. eu diria até que teria mais medo de um recém-licenciado do que de um estagiário lol

quando eu referi a ânsia em ter a responsabilidade de prestar cuidados a mais utentes, não significava que seria com menor qualidade desses cuidados, pelo contrario, acho que se não soubermos prestar cuidados de qualidade a um só doente nem vale a pena tentarmos com mais. por outro lado, quando formos trabalhar aí numa unidade publica deste belo país, não vamos ter essa escolha de optar por prestar cuidados a um só doente (que utópico..). e acho que isso diz tudo: "porque num estagio do curso de base, muito bem, bem ou menos bem, tive distribuído vários doentes, e isso dá-me algum à vontade por ja ter tido essa experiência".

Olhaq'esta disse...

Peço desculpa por estar a invadir a conversa, mas como aluno estagiário não posso refutar o que a Enfermeira proferiu. Não há nada de mais especial e gratificante para um aluno em estágio ser enaltecido pelos seus aspectos positivos e ser abordado com calma e um certo cuidado nos aspectos negativos.
Em estágio, estamos numa situaçao de stress-permanente e tudo depende da relação que temos com os nossos tutores. Sempre mantive uma relação extremamente profissional com todos eles, não gosto que se ultrapassem qualquer desses limites. No entanto, penso que qualquer palavra que nos é dita naquele período nos faz ficar a pensar e deve ser bem ponderada por quem o diz. É o maior ensinamento que retirei dos ensinos clínicos e que quero levar para o futuro, quando tiver a oportunidade de ter alunos para orientar.
Podem até achar que somos uma barreira para o trabalho dos profissionais. A verdade é que isso nunca aconteceu, os profissionais também aprendem muito connosco e ficam-nos gratos por tal.
Bem, gostava apenas de agradecer aos Senhores Enfermeiros que pensam como a Enfermeira e que possa ter um futuro brilhante pela frente.
Peço desculpa mais uma vez por me intrometer na vossa conversa.
Cumprimentos
Olhaq'esta

be disse...

夢世界,
華麗幻想,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗幻想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗幻想,
夢世界,