quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Às vezes acontecem coisas nas nossas vidas, coisas menos boas, às vezes nada boas mesmo, que nos fazem pensar e repensar em toda a nossa trajectória.
A vida é frágil, demasiado frágil.
Mas percebemos que é melhor abrandar e respirar mais vezes.
E acima de tudo amar mais. Amar-te mais sem pensar muito. Deixar-me levar que é o mais difícil.